Racismo Está Em Desarmonia Com Princípios Bíblicos

Racismo está em desarmonia com princípios bíblicos

Igreja Adventista opõe-se à discriminação e inferiorização de pessoas.

Por Agência Adventista Sul-Americana de Notícias 2 de junho de 2020

O amor e o respeito devem ser a base de todas as relações sociais  (Foto: Shutterstock)

Ao longo da história, o racismo tem levantado um muro de separação entre pessoas que, humanamente e aos olhos de Deus, são iguais. Além de causar prejuízos físicos, emocionais e sociais, a crença de que existe superioridade entre raças lança por terra a própria missão de Cristo: salvar todos, sem distinção. Sua morte na cruz como ato de amor incondicional pelo ser humano não foi limitado a nenhum grupo de pessoas. Isso fica evidente nas palavras registadas pelo apóstolo João em um dos textos mais profundos encontrados na Bíblia: “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, para que todo aquele que Nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna” (Jo 3:16). 

Foi para reforçar essa verdade que a Igreja Adventista do Sétimo Dia, hoje presente em mais de 200 países, com culturas distintas e singulares, votou uma declaração oficial em que assegura que o racismo está desvinculado da essência do cristianismo e deve ser condenado e combatido

Leia o texto na íntegra: 

Um dos males mais odiosos de nossos dias é o racismo, a crença ou prática que vê ou trata certos grupos étnicos como inferiores e, portanto, objeto de dominação, discriminação e segregação. 

Embora o pecado do racismo seja um fenômeno antiquíssimo baseado na ignorância, no medo, na alienação e no falso orgulho, algumas de suas mais hediondas manifestações têm ocorrido em nosso tempo. O racismo e os preconceitos irracionais operam em um círculo vicioso. O racismo está entre os piores dos arraigados preconceitos que caracterizam seres humanos pecaminosos. Suas consequências são geralmente devastadoras, porque o racismo facilmente torna-se permanentemente institucionalizado e legalizado. Em suas manifestações extremas, ele pode levar à perseguição sistemática e até mesmo ao genocídio. 

A Igreja Adventista condena todas as formas de racismo, inclusive a atuação política do apartheid, com sua segregação forçada e discriminação legalizada. 

Os adventistas querem ser fiéis ao ministério reconciliador designado à igreja cristã. Como uma comunidade mundial de fé, a Igreja Adventista deseja testemunhar e exibir em suas próprias fileiras a unidade e o amor que transcendem as diferenças raciais e sobrepujam a alienação do passado entre os povos. 

As Escrituras ensinam claramente que todas as pessoas foram criadas à imagem de Deus, que “de um só fez toda a raça humana para habitar sobre toda a face da Terra” (At 17:26). A discriminação racial é uma ofensa contra seres humanos iguais, criados à imagem de Deus. Em Cristo, “não há judeu nem grego” (Gl 3:28). Portanto, o racismo é realmente uma heresia e em essência uma forma de idolatria, pois limita a paternidade de Deus, negando a irmandade de toda a espécie humana e exaltando a superioridade racial de alguém. 

A norma para os adventistas está reconhecida na Crença Fundamental nº 14 da igreja, “Unidade no Corpo de Cristo”, baseada na Bíblia. Ali é salientado: “Em Cristo somos uma nova criação. Distinções de raça, cultura e nacionalidade, e diferenças entre altos e baixos, ricos e pobres, homens e mulheres, não devem ser motivo de dissensões entre nós. Todos somos iguais em Cristo, o qual por um só Espírito nos uniu numa comunhão com Ele e uns com os outros. Devemos servir e ser servidos sem parcialidade ou restrição.” Qualquer outra abordagem destrói o âmago do evangelho cristão. 


Esta declaração foi apresentada por Neal C. Wilson, então presidente da Associação Geral, após consulta com os 16 vice-presidentes mundiais da Igreja Adventista, em 27 de junho de 1985, durante a assembleia da Associação Geral realizada em Nova Orleans, Louisiana. 

O documento também está disponível no livro Declarações da Igrejapágina 174.

Disponível em: https://noticias.adventistas.org/pt/?orderby=date&order=DESC&post_status=publish&post_type=post&seemore_title=%C3%9Altimas+Not%C3%ADcias&xtt-pa-sedes=dsa Acesso em: 02/06/2020

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *